Google Translate

   Antes do início de todas as coisas, eu andava sobre as safiras frias e brilhantes da casa real da divindade, eu fazia parte de um dos nove coros de anjos santíssimos existentes no céu.
                   
     Eu fazia parte do principal coro de anjos conhecidos como serafins, a essa categoria de anjos foi dada o talento da escrita artística literária, sendo deste modo foi lhes incumbido à função de guardar a alma dos escritores e inspirá-las na hora de escrever. 
     
     Para cada escritor que nasce na terra lhe é conferido um anjo serafim, conhecido como um anjo das letras.
     
     É desse espírito angelical que tal artista literato recebe o dom e a devida inspiração para realizar plenamente o exercício da escrita artístico literária.
     
     Sendo assim, toda a vez que um escritor decide parar de escrever o seu anjo serafim mergulha em um abismo sofrível de tristeza, desamparo e profunda solidão, e só abandona esse deplorável estado quando o seu protegido resolve reassumir a vocação para qual foi chamado, à de fazer literatura.
     
     Se por um acaso tal escritor chegar ao fim dos seus dias sem ter cumprido com a sua missão divina, que é a de deixar com que a voz da Senhora Literatura se manifeste por meio de sua pena autoral, este mesmo anjo serafim que foi criado por Deus para protegê-lo e ajudá-lo à escrever, no derradeiro dia de sua existência aqui na terra, irá levá-lo à um lugar ermo, onde lerá para ele um documento de acusação e condenação e após o término dessa terrível leitura, tal escritor apóstata será morto tendo a sua cabeça decepada por esse seu executor angélico.
     
     Vemos com isso, que um anjo das letras pode ser tanto um espírito puríssimo de proteção e inspiração como o carrasco que dá fim a vida física de um escritor.
     
     Quanto a mim especificamente, por ter ousado tocar com as mãos os escabelos dos pés sacrossantos da divindade eterna, fui expulso do céu e privado do inefável convívio dos espíritos bem aventurados, que são os santíssimos anjos meus irmãos.
     
     Sendo assim foi dada a mim pelo todo-poderoso uma penitência a ser comprida para que eu possa retornar a ter a visão de sua santíssima face e a graça de ser admitido novamente ao convívio dos gloriosos espíritos angélicos.
     
     Essa penitência se resumiu em viver um tempo de duração indeterminada entre os homens sobre a camuflagem de uma aparência humana, e isso com o objetivo intuito de levar a eles a luz fulgurante de uma literatura inovadora e vivificante para as suas almas que são filhas de Adão e Eva.
     
     E hoje aqui estou eu por meio da minha literatura artística tentando cumprir com essa minha penitência que me foi dada pelos céus, procurando levar essa minha escrita inovadora que dá animo e vida a todos aqueles que têm sede e fome de amor, sabedoria e paz profunda.
    
     Concluo dizendo que, meu nome é impronunciável, mas a vós meus caros leitores me deixo chamar e conhecer como o vosso sagrado Anjo das Letras.
                 
                                              _____*******_____

     “Conheceis o Anjo das Letras em um sonho duradouro;”E com ele conheceis a sobriedade de uma mente que converte visões em pensamentos; Fragmentos que ecoam longe, distante do turbilhão dos problemas e das delícias de ser o que realmente se é; O anjo que se tornou herói destemido, um gladiador de palavras. “Palavras e Letras”.

(Trecho do poema “Anjo das Letras” composto pelo jovem escritor “Cláudio Quirino” em homenagem ao autor literário Elton Sipião o Anjo das Letras).
    
                                                ___*******___

     Meu nome é Elton Sipião e eu sou o Anjo das Letras. Sabe sou o cara que escreve as poesias, contos e crônicas desse blog que algumas pessoas leem. Sou o que muita gente chama de escritor, um literato.
     
     A literatura é para mim como uma religião, sendo assim o ato e o exercício de escrever me é considerado sagrado em uma só palavra, divino. Além de escrever também curto ler, afinal o escritor que não se dedica a leitura está fadado a definhar dentro da sua própria escrita. Meu coração bate forte pela obra literária de autores como Oscar Wilde, C.S.Lewis, J.K.Rowling, J.R.R.Tolkien, Bram Stocker, André Vianco, Rimbaud entre tantos.
     
     As minhas pretensões correlação à criação desse blog são totalmente literárias, pois com a divulgação do meu trabalho com as letras na internet, pretendo conseguir publicar um livro.
     
     Além de literatura minha alma venera muito a musica, principalmente no gênero do rock “n” roll, amo demais Elvis Presley, Jim Morrison, Renato Russo, Cazuza, Raul Seixas, Roy Orbinson, Jerry Lee Lewis, Janis Joplin, John Lennon e alguns outros que fica impossível citar aqui nesse pequeno espaço, tamanho é a extensiva lista de nomes de todos aqueles que me fascinam com o seu som roqueiro.
     
     Definir-me é bem difícil, mas tenho certeza de uma só coisa, que sou um artista literário ansiando inspirar e tocar com amor e sabedoria sublimes os corações humanos com sua escrita. Se por um acaso eu um dia conseguir isso, considerarei que a minha passagem aqui na terra não foi em vão. Afinal eu terei cumprido com a missão que me foi incumbida pela Antiga e Grande Deusa - Mãe nesse plano físico em que habitamos todos nós, a de ter sido um Anjo das Letras.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS
                         
                                       eltondasneves@gmail.com 

2 Comentários:

cirlene dasilvaandradedealmeida disse...

um anjo das letras,deve estar grudado em mim,seja bem vindo serafim fazei da minha alma coração em linhas sempre,sou devidamente apaixonada pelo amor onde ele me conduz a vida!!

cirlene dasilvaandradedealmeida disse...

maravilhoso

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory