Google Translate

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Corpos soltos

Nossos corpos soltos no vento impetuoso do desejo, instrumentos do prazer feitos de carne, sangue e ossos. Entrelaçado em ti me encontro com delícias que superam tudo que já experimentei, tu és um mar misterioso de deleite e sensações aprazíveis, que, fazem todo o meu ser se satisfazer continuamente.

Tu és a alegria sensual que me unge da cabeça aos pés, a mulher que faz o genuíno regozijo dos sentidos, tomarem conta absolutamente do homem que eu sou. Tua boca colada a minha fazendo as nossas línguas se entrelaçarem; manifestam ósculos incendiários que acendem em nosso interior, uma fogueira inapagável de pura paixão.

Somos homem e mulher, se entregando apaixonadamente a força de um querer, que ultrapassa a nossa própria razão, levando-nos quase a beijarmos os lábios ácidos da própria demência. Sou um só contigo neste enlace de dulcíssima luxúria que não tem fim.  Sou um só contigo a vivermos esta estória de amor desmedido, entrega leal e orgasmos mais que benditos.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: