Google Translate

Amor orgástico

terça-feira, 8 de agosto de 2017.
Esfregue-se em mim e impregne cada centímetro da pele do meu corpo com o cheiro do teu, me lambuze com o teu suor de fêmea enlouquecida, de mulher que perdeu totalmente a razão pela força do desejo.  Deixe-me sentir junto ao meu rosto o odor delicioso do teu hálito, com isto feito, eu sei que terei todos os meus pelos eriçados, com certeza serei absolutamente dominado pela mesma vontade escarlate que te possui.

Passe as tuas delicadas mãos sobre todos os vãos e músculos deste meu corpo desnudado, excite-o com o teu tato de ninfa dionisíaca, faça-o se sentir levado ao jardim de delícias extasiantes de Afrodite.  Quero-te como minha mulher, a esposa eterna da minh’alma, aquela que sempre me seduz com sua dança egípcia de deleites sensuais.

Também anseio em tocar-te com as mãos da minha luxúria de doce sátiro, eu tenho sede em beber desta tua transpiração que escorre abundantemente por toda tua pele. Hei de passar a minha língua por todas as sinuosas curvas e secretos corredores desta tua nudez morena, regarei o fundo da minha garganta seca com as tuas águas salgadas de sereia profana.

Do mesmo modo que fizestes comigo eu te deixarei toda arrepiada, e, te levarei a visitar os meus palácios de prazeres suntuosos. Não perdoarei principalmente a tua boca, visto que a encherei com os mares dos meus beijos rosados, nesta circunstância, nossos lábios se uniram de tal modo que deixarão as nossas almas em chamas.

Eu te peço encarecidamente que imprima as tuas digitais em mim, tornando-me com este feito, o teu objeto de louco desejo, se autoproclamando assim, como minha exclusiva dona. Querida, eu não quero outro lar a não ser aquele que existe dentro do oásis dos teus abraços.

Tal qual um shadowhunter, eu desenharei em mim com a ponta de cristal de uma estela, uma runa que tenha o poder de me prender a ti para todo o sempre. Eis que tenho uma só vontade, oh, minha paixão primaveril, de habitar contigo na mansão dos cupidos do amor infindo.

Quando faço amor contigo em cima do leito dos nossos prazeres afroditianos, me deixo esvair em gemidos obscenos e em palavras tão picantes, que estas ousam afrontar o pouco de pudor que nestes momentos ainda nos resta.  Apenas em tuas carícias de sacerdotisa lunar, é que eu encontro paz para o meu espírito conturbado.


É atravessando os portais dos teus dulcíssimos orgasmos, que sou transportado à ilha dos êxtases sensuais da divina Circe. 

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

1 Comentário:

Anônimo disse...

Aplausos!!! 👏👏👏

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory